Outros Cursos 

Instrutores do curso de Redução de Perdas em Sistemas de Saneamento

Mário Augusto Bágio
Carolina de Barros Bággio
Luiz Augusto Domingues
Neri Chilanti

 

Mário Augusto Bágio

Formação Superior (graduação, mestrado, doutorado, PhD em):
Formação em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Londrina com especialização em Engenharia Hidráulica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.
Experiência Profissional vinculada ao tema que irá ministrar.
Especialista em Operação, Comercialização e Manutenção de Sistemas de Abastecimento de Água e de Esgotos Sanitários, tendo exercido a gestão destes Processos (Operação e Manutenção de Sistemas e Comercialização de Serviços) tanto na Baixa quanto na Média e na Alta Administração. Tem atuado no desenvolvimento e implantação de Estudos de Concepção e Projetos de Engenharia e em Projetos de Desenvolvimento Institucional – DI, com ênfase naqueles Projetos Estruturais dos Programas de Redução de Perdas em diversos países e diversas empresas brasileiras. Sua expertise é decorrente de:
•    Há mais de dez anos atuando como Consultor em Gerenciamento de empresas de Saneamento, com foco nos Processos Operação e Comercialização para fins de redução de perdas d’ água e de faturamento. Destaca-se a implantação do MASPP – Método de Análise e Solução de Problemas de Perdas D’ Água e de Faturamento como a principal ferramenta de gestão;
•   Há mais dez anos atua como instrutor de treinamento na área de gestão de empresas de saneamento e controle de perdas;
•     Um ano como Coordenador da Funasa – Fundação Nacional da Saúde – Regional Paraná, administrando 27 Autarquias Municipais de Saneamento Básico;
•    Quatro anos como Diretor de Operações e Técnico da – Sanepar Companhia de Saneamento do Paraná, operando sistemas de abastecimento de água de cerca de seiscentas localidades no Paraná;
•     Um ano como Superintendente do Nordeste do Paraná, na SANEPAR, gerenciando a operação de mais de cem (100) municípios;
•     Quatro anos como Gerente de Planejamento e Desenvolvimento da região nordeste do Paraná, coordenando o Programa de Redução de Perdas e o Processo de Planejamento da Superintendência;
•     Seis anos como Chefe da Divisão de Controle de Perdas, coordenando a implantação dos Projetos de: Pitometria; Macromedição; Micromedição; Cadastro Técnico e de Consumidores; Sistema Integrado de Prestação de Serviços e Atendimento ao Público; Melhoria de Ramais Prediais; Reabilitação de Unidades Operacionais; Desenvolvimento da Operação.
Trabalhou em vários Projetos Internacionais de Redução de Perdas, podendo-se destacar os seguintes: Projeto de Micromedição da OSE - Obras Sanitárias del Estado – Uruguai; Projeto de Macromedição da Companhia de Saneamento de Bogotá – Colômbia; Programa del Uso Eficiente del Agua – Parceria Governo do México e OPS;

 

Carolina de Barros Bággio

Formação Superior (graduação, mestrado, doutorado, PhD em):
Graduada em Engenharia Química e pós-graduada em Gerenciamento de Projetos.
Experiência Profissional vinculada ao tema que irá ministrar.
- Serviço de implementação de Gerenciamento de Projetos na Hoperações, utilizando os fundamentos do PMBoK (PMI).
- Acompanhamento da Pré-operação da Estação de Tratamento de Efluentes Atuba Sul.
- Membro do Comitê de Qualidade.
-Suporte à área da Garantia da Qualidade em relação à segurança alimentar (HACCP – Hazard Analysis and Critical Control Point).
- Melhoria da eficiência das fábricas a partir do mapeamento dos processos
*Redução de consumo de insumos
*Garantia da qualidade dos produtos
*Elaboração e execução de projeto de aumento da capacidade (mudança de layout)
* Elaboração e execução de projeto de recuperação da infraestrutura das fábricas
- Elaboração e execução de projetos relacionados ao Meio Ambiente
*Diminuição no custo de destinação da terra ativada da Refinaria a partir da troca de fornecedor de terra e consequente diminuição no consumo
- Participação como auditora em Auditorias Internas e da ISO 14001.
- Membro do grupo de eficiência energética.
- *Elaboração do Balanço Térmico das fábricas para proposição de projetos de melhorias.
*Elab. e exec. de projeto para solução de problemas referentes ao aquecimento de linhas de gordura
*Substituição dos purgadores da Refinaria
*Reforma de regenerador de calor da Refinaria para que pudesse operar novamente e economia 700 kg/h de vapor.
- Acompanhamento diário da água do rio a ser utilizada na Caldeira
*Acompanhamento diário das características de qualidade das estações de tratamento de efluentes (química e biológica) para atender às exigências do Banco Mundial
*Garantia da temperatura das câmaras frias e climatização da Fábrica de Margarinas. Controle efetuado para que não haja reprocessos devido à interdição do SIF.
*Elaboração e execução de projeto de melhoria – Recuperação da infraestrutura da ETE biológica.
- Elaboração e exercício do projeto de construção de 3 tanques de estocagem de óleo vegetal primeiro como facilitadora e depois como Gerente do Projeto.
- Elaboração de isométrico (mapeamento) referente à distribuição de vapor da fábrica em AutoCAD.
- Mapeamento de todos os equipamentos da fábrica de Londrina, elaboração de documentação de equipamentos (datasheet, folha de dados de equipamentos).

 

Luiz Augusto Domingues

Formação Superior (graduação, mestrado, doutorado, PhD em):
Formado em Engenharia – Graduação Mecânica, pela Universidade de Mogi das Cruzes (SP), em 1983. Pós-graduado em Gestão Integrada de Saneamento, pela Unoesc, de Joaçaba (SC), em 2011.

Experiência Profissional vinculada ao tema que irá ministrar.
Atuação profissional
Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental – CETESB, em São Paulo (SP), com admissão em julho de 1972. Cargos Ocupados: Técnico de Laboratório I - de 1972 a 1973, Inspetor de Qualidade I - de 1973 a 1975, Inspetor de Qualidade Especializado - de 1975 a 1984, Engenheiro - 1984 em diante.

Atividades Exercidas:
Certificação da Qualidade (acompanhamento e inspeção de fabricação) dos seguintes materiais e equipamentos: Hidrômetros para ligações domiciliares; Tubos de ferro fundido cinzento e nodular, diâmetros de 50 a 1200 mm; Válvulas e outros equipamentos de controle de ferro fundido cinzento, nodular, latão, aço comum e inoxidável, diâmetros de 50 a 1500 mm; Anéis de borracha para juntas (flexíveis, mecânicas e flangeadas) de tubos, conexões e válvulas de ferro fundido e PVC; Tampões de ferro fundido cinzento e nodular; Tubos e peças especiais de aço em diversos diâmetros; Tubos e conexões de PVC, diâmetros de 50 a 300 mm; Tubos e conexões de cimento amianto, diâmetros de 100 a 400 mm; Tubos e conexões cerâmicos, diâmetros de 100 a 400 mm; Juntas tipo DRESSER e juntas de expansão, diversos diâmetros; Parafusos de aço galvanizado; Conjuntos Motor Bomba para Água e Esgoto; Quadros de Comando Elétricos; Equipamentos diversos para Estações de Tratamento de Água; Revestimento de tubulações e conexões de aço; Carregamento de tubos e conexões de aço; Soldas de tubos de aço pelo método de ultrassom.

Outras Atividades
•    Qualificação de procedimentos de fabricação de produtos (válvulas de ferro fundido) objetivando futuras compras por parte de empresas estaduais de saneamento, principalmente a SABESP (utilizando normas e procedimentos nacionais e internacionais).
•    Encarregado do laboratório de ensaios e recebimento da CETESB, executando ensaios físicos (granulometria) em amostras de areia e pedregulhos para filtros de ETAs: ensaios físicos, químicos e mecânicos em tubos cerâmicos, conforme previstos em normas e especificações da ABNT e CETESB.
•    Acompanhamento de processos de fabricação de tubos, conexões, equipamentos e peças especiais de ferro fundido cinzento e nodular, de cimento amianto, de cerâmica e de aço comum e inoxidável conforme normas nacionais e internacionais para fins de recebimento.
•    Acompanhamento de ensaios físicos, químicos e mecânicos em amostras de tubos de PVC no Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo – USP.
•    Acompanhamento e execução de ensaios não destrutivos: ultrassom e método dos líquidos penetrantes para inspeção de soldas, Holiday detector e métodos magnéticos para espessuras e defeitos de revestimentos em tubos e conexões de aço, pressão hidrostática em todos os tipos de materiais, ensaios de performance em conjuntos motor bomba para saneamento, exames visuais e dimensionais. Todos estes ensaios foram efetuados obedecendo às exigências de normas nacionais (ABNT) e internacionais (ISO, DIN, ASTM, ASME, API, HYDRAULIC INSTITUTE e outros)
•    Acompanhamento de ensaios destrutivos previstos em normas nacionais e internacionais.
•    Tradução para o português da especificação técnica para sapatas de freio (M-501-56) da Associação de Estradas de Ferro Americanas
•    Visita técnica à Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda – RJ – Brasil para conhecer o funcionamento das seguintes áreas: Alto Forno, Laminação e Laboratório de Controle de Qualidade dos produtos lá fabricados.
•    Execução de serviços de assistência técnica para sistemas de abastecimento de água de diversos municípios do interior do estado de São Paulo no campo de controle de perdas e uso eficiente da água.   Foram desenvolvidas atividades tais como: medições de vazões e pressões, verificação de macromedidores diversos (tubo venturi, medidor diferencial proporcional, placas de orifício), levantamento de campo do coeficiente C da fórmula de Hazen Williams, Ensaios de Pressão Residual, Ensaios de Performance em conjuntos motor bomba e outros.   Estas atividades tinham basicamente a função de obter parâmetros reais para a executar a otimização do sistema de abastecimento existente
•    Elaboração de material didático para o desenvolvimento de cursos de pitometria e macromedição pela CETESB
•    Participação na elaboração de projetos de filtros de fluxo ascendente pra o tratamento de água das cidades de Santa Cruz da Conceição e São Sebastião da Grama no interior do estado de São Paulo – Brasil
•    Elaboração de projetos de pequenas estações de bombeamento de água para cidades do interior do estado de São Paulo – Brasil
•    Atividades de coleta e monitoramento de água e esgoto no interior do estado de São Paulo (Brasil)
•    Acompanhamento da implantação de sistemas de cadastro técnico de redes de abastecimento de água em cidades do interior do estado de São Paulo (Brasil).
•    Treinamento de pessoal técnico e implantação de Projetos de Pitometria e outros Projetos do Programa de Redução e Controle de Perdas e Uso Eficiente da Água nos seguintes municípios: Campo Grande (MS), Macapá (AP), Juazeiro (BA), Sobral (CE), Petrópolis (RJ), Brusque (SC), Joaçaba, Herval D’ Oeste e Luzerna (SC), Ibiporã (PR), São Bento do Sul (SC), Jaraguá do Sul (SC), Barbacena (MG), Itabira (MG), Birigui (MG) e Campos Novos (SC).
•    Elaboração de projeto e monitoramento de estação piloto de tratamento de água bruta com excesso de flúor.
•    Participação no Projeto SP-CFC desenvolvido pela CETESB para orientar cursos de manutenção de refrigeradores e equipamentos de ar condicionado.   Tais cursos objetivavam treinar pessoal de manutenção para que durante o reparo destes equipamentos não se liberasse para a atmosfera o CFC existente no interior dos mesmos.
•    Participação na Assessoria Técnica da Diretoria de Desenvolvimento de Tecnologia da CETESB durante o período de 1995 a 1997 executando atividades dentro do Programa de Prevenção à Destruição da Camada de Ozônio. 

 

Neri Chilanti

Formação Superior (graduação, mestrado, doutorado, PhD em):
Formado em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (PUC) desde junho de 1982. Pós-graduado em gerência de cidades, pela Fundação Armando Alvares Penteado, de São Paulo, tendo sólidos conhecimentos em gestão pública.
Experiência Profissional vinculada ao tema que irá ministrar.
•     Participante do 4º Curso Sobre Regulação Econômica dos Serviços de Saneamento, promovido pelo PMSS e WBI, ministrado pela Oxera e apoiado pela ESAF.
•     Membro do Conselho de Administração (1991 a 1996) e posteriormente Diretor Executivo (1997 a 2003 ) da Companhia Municipal de Saneamento (Comusa) de Novo Hamburgo, tendo montado a empresa e organizado o serviço de saneamento.
Tendo atuado como principal idealizador e implementado a estrutura da empresa, desde a estrutura física, contratação de pessoal provisório, elaboração de plano de cargos e salários e concurso, capacitação do pessoal, e treinamento continuado, culminando estas atividades com o planejamento e implementação de um Programa de Qualidade- Qualiágua. Este programa reestruturou todos os processos da empresa, com a elaboração de documentação para a gestão pela qualidade total, como fluxos dos processos e POPs- Procedimentos Operacionais Padrão, além de toda uma metodologia e prática de gestão a vista, por indicadores estabelecidos, discutidos e monitorados pela equipe gerencial e operacional.
•     Presidente de várias entidades comunitárias, participei como membro muito atuante nas diretorias e conselhos diretores de entidades setoriais de saneamento a nível nacional (Assemae), a participação em diversos eventos, cursos , visitas técnicas e grupos de trabalho.
•     Membro do GTPA- Grupo Técnico sobre Perdas de Água, Grupo nomeado por portaria Ministerial para apoio à SNSA nos assuntos de Combate às perdas de água.
•     Palestrante e Coordenador de Mesas Redondas nos Congressos da Abes e Assembleias da Assemae, que trataram do Assunto Combate à Perdas e Uso eficiente de Energia Elétrica.
•     Desenvolvedor e Instrutor do Curso: Planejando e Gerenciando uma Organização Prestadora de Serviços de Saneamento Básico, aplicado em diversas Organizações, como Companhia de Água e Esgotos de Roraima-CAER, Departamento Estadual de Água e Saneamento do Acre - DEAS (autarquia estadual que opera a prestação de serviço de Saneamento Básico no interior do estado), Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco – SAERB e funcionário da FUNAS e Agência Reguladora do Acre, Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis - SANEAR, entre outros.
•     Consultor do PMSS, onde desenvolvi diversos trabalhos importantes relacionados ao tema do curso.
•     Instrutor (tendo desenvolvido os conteúdos e preparado o material didático) do Curso Gestão Municipal de Saneamento: Redução de Perdas e Desperdícios de Água e Eficiência Energética (com carga horário de 40 horas), promovido pela Assemae em convênio com a Funasa. O primeiro curso foi aplicado em Dezembro de 2005, em Guarulhos (SP) para 34 alunos e, o segundo, ministrado em Salvador (BA), de 22 a 26 de maio de 2006, o terceiro em Maringá (PR), de 14 a 18 de agosto.
•     Consultor do Governo do Acre para o planejamento da reestruturação dos Sistemas de Água e Esgotos de todas as Cidades do Interior do estado, com a reestruturação do DEAS, para melhor prestar o serviço.
•     Coordenador de Projetos de Saneamento Ambiental, trabalhando associado a Architech - Consultoria e Planejamento Ltda, tendo coordenado a elaboração de Esgoto de Rio Branco – SAERB e funcionário da FUNAS E Agencia Reguladora do Acre. Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis - SANEAR , entre outros.
•     Coordenador de Projetos de Saneamento Ambiental, trabalhando associado a Architech - Consultoria e Planejamento Ltda.