Outros Cursos 

Caixa assina acordo de cooperação técnica em cursos da Assemae

A Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE) e a Caixa Econômica Federal, firmaram acordo de cooperação técnica que permite desenvolver ações conjuntas para apoio e divulgação de cursos de capacitação em saneamento básico, principalmente em municípios brasileiros com até 50 mil habitantes, almejando as metas estabelecidas pela Lei do Saneamento nº 11.445 de 2007.

Participaram da reunião o Superintendente Nacional de Assistência Técnica e Desenvolvimento Sustentável da Caixa Econômica Federal, José Carlos Medaglia Filho, o Gerente Nacional de Assistência Técnica da Caixa, Omar Borges do Prado Filho, Consultor Matriz da Gerência Nacional de Assistência Técnica da Caixa (GEAST), Rafael Eduardo de Melo Leite, a Gerente Executiva da Caixa, Denise Pereira Lins, além dos representantes da Assemae na figura do Presidente Nacional da Assemae, Sílvio José Marques, o Diretor Institucional, Francisco Lopes e a Coordenadora do curso de Estruturação e Implementação de Consórcios Públicos em Saneamento, Maria Júlia Martins.

No acordo, a Caixa Econômica irá acionar suas Superintendências Regionais junto às prefeituras, aos gerentes municipais de convênios e contatos da Caixa, os serviços de saneamento, além de divulgar informativos sobre a realização dos cursos por intermédio de materiais produzidos pela Assemae. Neste sentido ainda vai disponibilizar em seu site, matérias de divulgação dos cursos produzidos pela Assemae e ceder espaço físico e infraestrutura para a realização dos cursos em locais onde houver disponibilidade.
A Caixa Econômica Federal tem priorizado suas ações para suprir a carência dos municípios com menos de 50 mil habitantes, devido à dificuldade de apresentação de bons projetos, cumprimento de metas, prazos e a descontinuidades de técnicos, inclusive a ausência de profissionais permanentes em diversas cidades. Segundo o Superintendente Nacional de Assistência Técnica e Desenvolvimento Sustentável da Caixa Econômica Federal, José Carlos Medaglia Filho “O grande potencial do desenvolvimento sustentável nos próximos anos, depende dos municípios que apresentem melhores estruturas, organização, estabelecimento de prazos, metas e cronogramas. E isto passa por uma equipe de gestores qualificados e contínuos nas autarquias e prefeituras”, diz.
O presidente da Assemae, Sílvio José Marques ressaltou que esta parceria promove um futuro com sustentabilidade e que a capacitação profissional de gestores e técnicos em saneamento das prefeituras e autarquias, além de gerar qualidade de vida, promove o crescimento econômico das cidades. Segundo Sílvio “Este acordo é um marco importante para a capacitação em municípios com até 50 mil habitantes que são onde estão as maiores carências... e o saneamento é um dos pilares para atingirmos o patamar de país desenvolvido”, afirma.